Você quer mais vendas na internet?
Veja o que podemos fazer por você.

Nós ajudamos Lojistas como você a superar a crise financeira, quer fazer parte desta história?
Não quero Vender na Internet, Obrigado!

Conheça o E-commerce e saiba como alavancar suas vendas na Internet

Um post especial para ajudar você entender melhor o mercado de e-commerce.

Conheça o E-commerce e saiba como alavancar suas vendas na Internet

Se você ainda não colocou seu produto na Internet, passou a hora de fazê-lo! Estamos vivendo mais do que nunca a era da Internet. É no World Wide Web (WWW) que as pessoas se relacionam, se informam, buscam empregos e também fazem compras.

O E-Commerce, em português Comércio Eletrônico, é o conceito para as transações financeiras por meio de dispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores e celulares. É tipo comprar no E-Bay, na Amazon, Buscapé ou em qualquer outra loja virtual.

Lembra quando isso começou lá pelos anos 90? Poucas pessoas confiavam nos serviços. Hoje, as lojas físicas continuam, mas o mundo virtual está aumentando significativamente, com várias estratégias de E-commerce para facilitar as transações.

Neste ano, o Dia do Consumidor registrou crescimento de 12% do faturamento online. Em 2015, várias datas também apontaram um aumento das vendas online. Só no Natal, o E-commerce registrou faturamento de 26% maior nas vendas. Na Black Friday, o Brasil vendeu R$1,6 bilhão. De acordo com o Ranking América Latina 2015-2019, o continente deverá atingir 110 milhões de consumidores digitais neste período.

Como iniciar no E-commerce?

Para colocar um produto ou serviço na Internet é fundamental analisar o mercado. Faça uma pesquisa de benchmark para examinar como outras empresas realizam uma função específica, a fim de melhorar como realizar a mesma ou uma função semelhante no seu negócio.

Vale a pena estar atento ao que o mercado diz. Por exemplo, um estudo feito pela consultoria IBISWorld  analisou o crescimento de vários segmentos do E-commerce entre 2010 e 2015 e apontou que as roupas masculinas são os itens que mais cresceram nos últimos cinco anos nos Estados Unidos, seguido de comidas e sapatos. Veja o ranking:

• Roupas masculinas: 17,4%

• Comidas: 16,7%

• Sapatos: 13,6%

• Saúde, vitaminas e suplementos: 13,4%

• Computadores e tablets: 11,4%

• Cosméticos: 10,9%

• Cerveja, vinho e outras bebidas: 10,8%

• Arte: 10,6%

• Joias: 8,9%

• Peças automotivas: 8,1%

• Produtos para pets: 7,1%

• Flores: 3%

• Cartões e presentes: 1,8%

• Óculos e lentes de contatos: 1,3%

• Câmeras: 0,9%

Plataforma

Após escolher um nicho de atuação no mercado e criar um Plano de Negócios competitivo, já podemos pensar em como implementar o seu E-commerce. A primeira tarefa é definir qual plataforma será utilizada. A plataforma de E-commerce é o sistema responsável pelo gerenciamento e visualização da loja na Web. É a partir deste sistema que se organizam todas as funções que fazem parte do dia a dia de um comércio eletrônico.

Existem alguns pontos relevantes na hora de escolher sua plataforma. Verifique se existe integração com a versão E-commerce do Google Analytics e ferramentas que possibilitem o trabalho de SEO. Também tem que ter relação com as redes sociais, recursos de Cross Selling e técnicas de Marketing Digital avançadas.

Lembre-se que esta plataforma será sua parceira até o fim dos seus negócios! É como alugar uma loja em um espaço físico. Você tem que verificar a encanação, a eletricidade, a localização antes de fechar o contrato. Talvez você precise de uma ajuda de alguém que saiba melhor de tecnologia, assim como um agente imobiliário te ajudaria no outro caso.

Marketing Digital

Ter a plataforma é meio caminho andado, mas isso não significa que o esforço está acabado. Sem um planejamento de Marketing Digital dificilmente sua plataforma vai ser encontrada na Internet. Existem técnicas que fazem a sua loja virtual aparecer aos olhos dos usuários e são fundamentais em uma estratégica E-commerce, principalmente as técnicas de SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Sites de Busca).

Só o Google apresenta diversas ferramentas de SEO para melhorar seus resultados. Já falamos neste site sobre os Rich Snnipets, ferramenta que agrega dados ao seu site para colocar o produto no topo dos resultados de busca. Existem ainda outras soluções como o Google Adwords, palavras-chave sobre o seu produto que são adicionadas ao sistema do Google e quando digitadas mostram o seu anúncio junto no resultado de busca, e o Google Analytics, um serviço gratuito que permite monitorar com detalhes todas as visitas que você recebe em sua plataforma.

Após conseguir fisgar o cliente no resultados de busca, é preciso proporcionar uma boa experiência no site. O layout é o seu cartão de visitas. Um design bem pensado, fotos, vídeos, diagramação leve e usual e textos bem escritos vão garantir a permanência do usuário na sua loja virtual. Por isso invista em um bom conteúdo, é fundamental!

Redes Sociais

O E-commerce teve que se render às redes sociais e pensar em estratégias para estar nelas também. No Brasil, esses sites de relacionamento são muito populares. Só no Facebook, temos mais de 20 milhões de pessoas cadastradas. É muita gente que se informa e se comunica apenas pelo site.

Ter uma fanpage no Facebook deve ser então uma estratégia do seu E-commerce. Mas existem outras redes sociais que também são estratégicas. O Twitter, Instagram, Pinterest são alguns exemplos. Um canal de vídeos no Youtube dialoga muito bem e pode atingir milhares de visualizações.  

O importante é perceber em qual rede social seu produto vai dialogar melhor. Invista nas mídias certas que trazem maior retorno sobre o investimento. Analise periodicamente qual o canal que traz mais retorno e procure sempre aumentar a verba investida nele.

Relacionamento

Após atrair público para o seu negócio com o Marketing Digital, o E-commerce pede uma estratégia de Relacionamento para fidelizar o cliente. O CRM (Customer Relationship Management) é uma das ferramentas de relacionamento fundamentais para que você reúna o maior número de informações a respeito do seu cliente. Através do CRM você constrói um perfil dele, sabe o que aprecia no seu E-commerce e pode utilizar esse perfil para otimizar outras ferramentas, tornando-as mais eficientes no contato com o cliente.

Com as informações extraídas do CRM, você prepara um conteúdo exclusivo e direcionado para as necessidades de cada cliente. Este conteúdo por ser enviado pelo E-mail Marketing a fim de gerar relacionamento qualificado. Pense também em ter na Landing Page um conteúdo que agregue valor ao visitante.

As Landing Pages costumam ser páginas isoladas com o objetivo de passar a mensagem mais importante sobre um produto ou serviço oferecido. Geralmente, encontram-se no mesmo domínio do site principal e é comum que direcionem os clientes a esse site.

Os chats ainda são ótimas ferramentas de relacionamento para um contato mais imediato e personalizado.

Conclusão

O universo E-commerce é imenso e exige organização e planejamento para acontecer. Como qualquer outro negócio, você tem que fazer um investimento e esperar um tempo para colher os frutos. Mas não desanime, a área é promissora e vem crescendo no País.

Lembre-se que a Amazon.com, maior loja de varejo online do mundo, registrou o seu 1º lucro oito anos depois de ter nascido. Claro, há alguns anos o E-commerce não era tão popular como é hoje, o que indica que em menos tempo você pode ter sucesso!

A 33AMD criou uma metodologia incrível de SEO para PME

Quer mais informações para alavancar seu negócio?

Entre em contato e solicite mais informações

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Especialista em marketing de conteúdo, escrevo para colaborar o conhecimento.