Você quer mais vendas na internet?
Veja o que podemos fazer por você.

Nós ajudamos Lojistas como você a superar a crise financeira, quer fazer parte desta história?
Não quero Vender na Internet, Obrigado!

A importância do web mobile para e-commerce

Disponibilizar ao público um m-commerce nativo faz o Google ranquear melhor a loja virtual, direcionando a busca dos consumidores para os sites que atuam com o mobile commerce nativo.

Mobile Commerce é o comércio eletrônico ou venda online realizada a partir de um dispositivo móvel, como um telefone celular, PDA e smartphones. 

A criação de uma plataforma web mobile para seu e-commerce é essencial no cenário atual onde mais de 20% dos internautas efetuam as compras por celular.

A plataforma web mobile também é a favorita para a pesquisa e comparação de preços porém poucas plataformas de Loja Virtual estão preparadas para essa nova fronteira de oportunidades.

Em 2015, o volume de acessos ao comércio eletrônico via dispositivos móveis continuou aumentando e a E-bit, estima que mais de 37% dos acessos aos maiores sites de e-commerce já são originados por smartphones ou tablets. Tendo esse indicativo em vista, as estratégias das empresas de e-commerce (grandes ou pequenas) no Brasil tendem a um pensamento cada vez mais voltado para web mobile.

Por que é importante pensar em web mobile para seu e-commerce?

Segundo o grupo PayPal, o comércio via web mobile cresce aproximadamente 200% mais do que a média do crescimento e-commerce tradicional. No Mobile Commerce você tem a vantagem de saber a localização do seu potencial cliente. Conhecendo a localização do usuário, estimular a venda de produtos da região torna-se mais fácil.

Sabendo que o usuário está em determinado lugar, sob demanda podemos oferecer a ele um mapa da região, diversos atrativos e uma lista de empresas locais com seus produtos e serviços.

Uma curiosidade sobre o uso dos smartphones no Brasil: 38% das pessoas, antes de uma compra, usam seus celulares para buscar informações sobre os produtos que desejam e 30% os usam para pesquisar sobre comércios físicos, consultando avaliações e opinião de outros usuários que já passaram pelo local.

A promessa de crescimento e a procura das empresas para se adequar as necessidades do mercado é cada vez maior, porém a maioria das empresas ainda desconhecem a infinidade de benefícios que este mercado móvel pode oferecer.

Vantagens do web mobile para e-commerce

O m-commerce oferece possibilidades únicas em relação às demais formas de comércio eletrônico. Considerando que seus principais veículos são smartphones e tablets, a web mobile traz a vantagem de não ser tão específica e fragmentada, oferecendo uma variedade imensa de opções de tudo que se procura e conta ainda com uma maior flexibilidade e alcance de público.

Já passou tem algum tempo desde que a mudança de algoritimos do Google passou a exigir sites responsivos. Na prática, de lá pra cá, a empresa passou a considerar a compatibilidade dos sites na criação do seu ranking de pesquisa, ou seja, aqueles não adaptáveis a smartphones e tablets perderam relevância.

O e-commerce pode ser adaptado em sistemas para tablets e smartphones. Ótima alternativa para os clientes que já possuem o habito de comprar pela internet, o m-commerce oferece ainda mais facilidade para a realização da compra, além de sites digitados também pode ser realizado através de aplicativos a serem instalados nos aparelhos móveis.

Há pesquisas que apontam inclusive, que a nova geração de crianças e jovens abandonam o desktop e possuem toda a sua experiência digital através do mobile. Ou seja, possíveis consumidores que não vão chegar a criar vínculo com um computador tradicional, apenas com celulares.

Pontos a considerar ao criar uma plataforma web mobile

O grande diferencial da navegação mobile é a rapidez e facilidade de uso. Os números demonstram o que já vem se falando há algum tempo no universo do comércio online: o m-commerce é, sim, o futuro e o início dessas mudanças já se vê agora. Portanto, quem deseja estar à frente, precisa começar a pensar em como se adequar a este novo cenário desde já. Separamos alguns pontos que fazem toda a diferença na experiência do usuário na sua plataforma web mobile:

Conexão: Se a demora para carregar uma página já irrita o usuário do desktop, a lentidão em web mobile tem alta tendência de abandono.Para não perder vendas por conta desse problema técnico, a dica é criar um m-commerce leve, que traga apenas o básico.

Tamanho da tela: Com o tamanho da interface reduzido, é interessante reduzir o conteúdo para direcionar o usuário às informações essenciais de maneira rápida. Ou seja, é necessário “enxugar” o design de desktop antes de integrá-lo ao web mobile.

Conexão: a velocidade da conexão em plataformas mobile costuma ser um pouco lenta, e nada irrita mais o usuário do que esperar até que uma página carregue. Para não perder vendas por conta desse problema técnico, a dica é criar um m-commerce leve, que traga apenas o básico.

Conversão: apesar do crescimento do uso do mobile, aumentar a taxa de conversão de acessos em vendas ainda é um desafio. A dica é oferecer ao consumidor um sistema em que os produtos sejam adquiridos com poucos cliques.

Touchscreen: esse é o movimento básico para todas as ações realizadas, então vale a pena apostar na precisão. Aqui, isso significa botões maiores, que não precisem de zoom em excesso serem selecionados.

Adaptação: Ter um processo de cadastro otimizado para web mobile é essencial. É interessante integrar o login do usuário com o Facebook, por exemplo ou trabalhar com o cadastro simplificado com a opção de preencher o restante dos dados em outro momento.

Segurança: Geralmente quem usa smartphone está conectado a uma rede pública, que nem sempre oferece tanta segurança. Para ganhar a confiança do público, é importante que o seu m-commerce destaque o compromisso que possui em oferecer certificados digitais e boas práticas de segurança de dados.

Tendências web mobile 2016

Investimento em uma melhor experiência ao usuário: os consumidores poderão ter experiências pós-compra. Exemplo: o consumidor comprou um smartphone via m-commerce. Uma semana após a compra, ele poderá receber um push notification do varejista, recebendo dicas sobre o uso do celular, uso de aplicatívos úteis, etc. Outro exemplo: se o consumidor comprar um tênis de corrida, ele poderá receber um push do varejista o avisando quando será a próxima corrida de rua que ocorrerá em sua cidade. São inúmeros os exemplos, mas todos seguem a prática de continuar em comunicação com o seu consumidor.

Programas de fidelidade: Num mercado cada vez mais competitivo, programas de fidelidade que trazem benefícios ao usuário desde a primeira compra são uma excelente ferramenta de retenção de clientes. Alguns benefícios possíveis são descontos progressivos, cupons com ofertas exclusivas, frete gratuito e brindes promocionais.

Maior investimento: Investir em uma plataforma web mobile pode fazer o financeiro da sua empresa torcer o nariz. Porém a concorrência e a tendência que aponta no maior uso do m-commerce torna essencial esse investimento, além de desenvolvimento de aplicativos próprios. As empresas que deixarem para depois, correm o risco de não ganhar credibilidade web mobile além de perderem potenciais compras.

O Google acompanha o crescimento do setor web mobile e percebeu nele uma maior audiência. Por isso privilegia nos resultados de busca as marcas que atuam nele de forma nativa. Assim, quando falamos de investimentos no comércio eletrônico, o m-commerce é item obrigatório. Com estratégias de negócio e bons parceiros, o varejista tende apenas a aumentar seus lucros.

Continue acompanhando nossos posts e até já!

A 33AMD criou uma metodologia incrível de SEO para PME

Quer mais informações para alavancar seu negócio?

Entre em contato e solicite mais informações

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Especialista em marketing de conteúdo, escrevo para colaborar o conhecimento.