Você quer mais vendas na internet?
Veja o que podemos fazer por você.

Nós ajudamos Lojistas como você a superar a crise financeira, quer fazer parte desta história?
Não quero Vender na Internet, Obrigado!

18 motivos para usar o Google Analytics em seu dia a dia

Conhecer o seu público e o que eles querem é um fator importante para o sucesso qualquer site.

Vamos relembrar algumas das funcionalidades da ferramenta antes de entender os motivos pelos quais o uso diário facilita suas estratégias de marketing

- Ver quem visita o seu site: localização geográfica do usuário, que navegador que eles usam, qual é a sua resolução de tela, que língua os usuários falam etc.

- Ver o que eles fazem quando estão em seu site, quanto tempo os usuários permanecem nele, as páginas mais visitadas, quantas páginas em média um visitante acessa etc.

- Ver quando eles visitam seu site, isto é, qual é o horário com mais acessos. Isso ajuda você a escolher o momento para publicar seus posts. Se o seu fuso horário não é compatível, você pode programar suas postagens para se autopublicarem.

- Ver como o usuário encontrou o seu site; se foi através de um motor de busca (Google, Bing, Yahoo), redes sociais (Facebook, Twitter) ou link de outro site.

- Ver como os usuários interagem com o conteúdo do seu site.

- Ver quantos usuários clicaram em um link específico.

18 motivos para usar o Google Analytics em seu dia a dia

1. Percepção de qualidade

Dependendo da importância que o site da sua empresa tem dentro da sua organização, você precisa ter acesso a métricas relevantes, que indiquem o quão bem sucedido o seu site é naquele momento. Você não consegue obter uma visão realística sobre o desempenho do seu site sem valer-se do Google Analytics.

Estima-se que cerca de 80% dos empresários não tem conhecimento suficiente para usar esta ferramenta corretamente. É importante dedicar tempo ao estudo das capacidades deste software, pois através dele você pode aumentar a sua taxa de conversão significativamente e até mesmo identificar pontos de ruptura no funil de vendas.

2. Segmentação de tráfego

Se você configurar uma campanha de marketing sólida, você terá tráfego oriundo de todos os lugares. Infelizmente, nem todas as formas de monetização beneficiam sozinhas o tráfego.

É por isso que a segmentação é importante. Isso irá ajudá-lo a redistribuir melhor o seu orçamento de marketing, evitando ter uma alta taxa de rejeição, entre outros benefícios.

Além disso, se você quiser se aproximar e personalizar a sua abordagem para atender aos seus clientes, é preciso ter mais informações sobre eles. De onde eles vêm? Por que eles estão lá? Isso dá aos proprietários de sites a oportunidade de afinar a sua abordagem de marketing e pode ser facilmente considerada uma parte da pesquisa de mercado.

3. Anotações

O objetivo final de utilização do Google Analytics é obter uma visão não só apenas sobre o que aconteceu, mas por que isso aconteceu. Ter conhecimentos sobre a causa dos números (positivos ou negativos) pode ajudá-lo a replicar ou evitar uma determinada ocorrência. Este é o lugar onde as anotações podem realmente ajudá-lo. Há toneladas de eventos que podem ter um grande impacto sobre sua conversão e você definitivamente deve incluí-los como anotações, a fim de acompanhar o seu impacto sobre o seu sucesso global.

4. SEO e Google Analytics

Usar o Google Analytics pode ajudá-lo com os relatórios de SEO, uma vez que você tem acesso a insights, cliques e impressões. Ao se concentrar em aperfeiçoar as palavras-chave mais ativas, é possível melhorar significativamente a sua taxa de cliques. Isso vai gerar um maior tráfego orgânico que, se devidamente orientado, terá maior impacto sobre a conversão.

5. Otimização de conteúdo

Se você não tem experiência com marketing de conteúdo, pode ser bastante difícil tomar decisões e avaliar a qualidade do material que está sendo produzido. É essencial, portanto, observar como os usuários interagem com o seu conteúdo, o que permite que você crie uma experiência personalizada para cada usuário.

Quase 60% dos usuários consideram útil o conteúdo e comércio eletrônico baseados em sugestões personalizadas. O Google Analytics fornece as ferramentas e os dados pertinentes para que você trabalhe com isso.

6. Rapidez

Mudanças e inserção de novas tags podem ser feitas rapidamente e não requerem alterações de código do site. Isso é ótimo para os comerciantes, porque realmente diminui o tempo de lançamento a cada alteração, além de não ser necessário o envolvimento de um desenvolvedor.

7. Interface amigável

Estabelecer todas as configurações é relativamente fácil. Você terá que gastar algum tempo para se familiarizar com os diferentes recursos disponíveis, mas não se preocupe. Talvez você não precise usar todos os recursos, filtros e add-ons. No entanto, se o fizer, o Google oferece tutoriais em vídeo e artigos úteis.

8. Informações demográficas

Como dissemos no item sobre as funcionalidades, o Google Analytics pode coletar informações sobre os visitantes do seu site, tais como idade, sexo, interesses, localização, uso de dispositivos móveis e muito mais. Com esses dados, você pode criar campanhas de marketing de eventos eficazes direcionadas para as pessoas certas.

9. Dados de marketing

O Google Analytics pode capturar dados de qualquer iniciativa de marketing online. Se você anunciar no Facebook ou lançar uma campanha de pesquisa paga, o GA irá recolher os dados para ajudá-lo a otimizar e determinar o que é melhor trabalhar.

10. Estabelecer metas

Com o Google Analytics, você pode facilmente definir metas para praticamente qualquer coisa, incluindo vendas, registro, as conversões de anúncios bem-sucedidos, o tráfego e muito mais. Quando suas metas não são cumpridas com êxito, você pode usar esses dados para identificar e resolver falhas em sua estratégia de marketing.

11. Painel personalizável

Quando você começar a usar o Google Analytics, o seu dashboard (ou painel) é pré-carregado com alguns widgets básicos: fontes de tráfego, descrição de conteúdo, objetivos visão geral, os visitantes, o uso do site, etc.

Outras características e métricas úteis, tais como palavras-chave de busca, páginas de destino de topo e visão geral do AdWords, devem ser acessado manualmente. No entanto, você pode adicioná-los ao dashboard, se quiser.

Também é possível alterar livremente a ordem dos widgets como eles aparecem no painel, e excluir os widgets que você não usa.

Exemplo de Painel personalizado

12. Pesquisa interna

Se você tem uma barra de pesquisa interna em seu site, o Google Analytics acompanha exatamente o que as pessoas estão digitando para encontrar coisas em seu site. Ele também rastreia a página que eles estavam em quando fizeram a busca, e onde eles acabaram depois de completar a pesquisa.

13. Atribuição de acesso à conta

Você pode dar às pessoas dois tipos de acesso à sua conta do Google Analytics. Acesso de administrador, que dá às pessoas-chave pleno acesso à sua conta; ou acesso de visitante, que permite somente a leitura e execução de relatórios, mas eles são incapazes de fazer qualquer alteração ou acessar os códigos específicos do seu site.

14. Relatórios programados e de fácil exportação

Se você frequentemente não se lembra de verificar a sua conta do Google Analytics, é possível configurá-lo para que relatórios regulares sejam enviados por email. Ou, você pode agendar relatórios para serem regularmente enviados a determinados funcionários, em uma variedade de formatos acessíveis. Também é possível exportar os seus dados em um arquivo CSV, onde pode ver e manipulá-lo no Excel.

15. Visualização de funil

Esta é uma grande ferramenta, pois permite que você veja quando os visitantes estão se retirando do processo de conversão em seu site. Por exemplo, ele permite saber se a maioria das pessoas para de tentar comprar o seu produto na etapa “carrinho de compras”; ou se as pessoas não se inscrevem para receber o seu newsletter, quando percebem a quantidade de informação pessoal que eles têm de divulgar.

16. Taxa de rejeição

A taxa de rejeição é o número de pessoas que deixam imediatamente seu site após o entrarem nele. Você pode observar a taxa de rejeição para cada página individualmente e determinar quais são as mais rejeitadas e as mais aceitas. Se a maioria das pessoas “pousa” em uma página do seu site e a deixa imediatamente, talvez seja necessário repensar o layout ou conteúdo daquela página particular.

17. Integração com outras ferramentas & Coleta automatizada de dados

Use o Google Analytics com todos os seus dispositivos e integre facilmente dados dele a outros produtos do Google bem conhecidos, como o Google Adwords (rede de publicidade principal do Google) e Google Search Console. O Google Analytics também possui a coleta automatizada de dados, gerando relatórios imediatamente, sem que você precise fazer nada.

18. É gratuito

Você recebe dados sobre o seu site e sobre os seus clientes em potencial gratuitamente. A linha de pensamento do Google é que, quanto mais pessoas experimentam o Analytics, mais elas perceberão o potencial de publicidade inexplorado em seus sites e investirão no Google AdWords.

Eu ouvi GRATUITO!?

A melhor maneira de conhecer o seu público é através de suas estatísticas de tráfego. Isso é justamente o que o Google Analytics oferece gratuitamente. Há uma abundância softwares de estatísticas e plug-ins, mas o Google Analytics ainda é o melhor.

Por isso, nós da 33AMD utilizamos essa ferramenta como parte do processo de otimização do marketing da sua empresa.

Clique aqui para mais detalhes e fique por dentro das nossas postagens.

Até a próxima! ;)

A 33AMD criou uma metodologia incrível de SEO para PME

Quer mais informações para alavancar seu negócio?

Entre em contato e solicite mais informações

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Estudante de Letras na USP, especialista em Marketing de Conteudo.